"Campanha Steilpass“: para uma sociedade justa e equitativa

Para a Copa do Mundo 2014 exigimos jogos honestos e justos para as pessoas no Brasil, na Alemanha e no resto do mundo

Nos jogos de futebol existem regras claras: faltas e impedimentos são punidos, para graves e repetidas faltas existe o cartão vermelho, a duração dos jogos é claramente definida e os árbitros asseguram o cumprimento das regras.

No Brasil, no ano da Copa do Mundo, as pessoas se perguntam porque o país tem condições de investir milhões de Euros na construção de novas Arenas de Futebol, mas não consegue p. ex. implantar um sistema de saúde acessível e eficaz, um sistema de transporte público e um apropriado sistema de educação para todas as pessoas no país. Durante a preparação da Copa do Mundo mais de 2013 milhões de pessoas no Brasil demonstraram nas ruas por mais justiça.

Os parceiros da "Campanha Steilpass" em conjunto com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), exigem que sejam mantidas as 10 regras para um jogo justo e honesto para todos.

1) Garantir um trabalho digno para todos

Todo o cidadão tem o direito a um trabalho digno, independente da sua origem, religião ou sexo. Exigimos um acesso não discriminatório ao mercado de trabalho e a possibilidade para todos de desenvolver as suas capacidades e poder viver do seu trabalho.

2) Ter acesso à educação holística

A formação é um direito fundamental para todas as pessoas. Uma educação holística é um pré-requisito para a participação de todos na formação da sociedade. Exigimos, portanto, uma formação adequada para todas as pessoas, para que elas possam assumir os seus direitos e as suas  responsabilidades democráticas.

3) Garantir a justiça democrática

Em todas as sociedades cada pessoa tem um "direito ao Direito" . Exigimos que o Poder Judiciário  possa trabalhar independente e de acordo com a ordem jurídica.

4) Implementar a terra justa e a reforma agrária

Economias sustentáveis significa limitar o uso dos recursos naturais da terra a um nível sustentável para que as pessoas que moram e trabalham no campo possam viver com mais dignidade. Exigimos a proteção das pequenas empresas de agricultores através de uma Reforma Agrária justa e de uma justa distribuição dos recursos naturais. 

5) Implantar um controle democrático dos meios de comunicação

Os meios de comunicação têm o direito de relatar objetivamente. A monopolização dos meios de comunicação ou a sua manipulação através de interesses econômicos e sociais particulares  prejudicam a democracia. Exigimos uma diversidade na mídia e um eficaz controle democrático,  assim como um autocontrole dos meios de comunição.

6) Promover a juventude e proteger contra a violência

Crianças e jovens têm o direito a um bom e saudável desenvovimento da sua personalidade. Exigimos uma lei para a proteção dos menores e adolecentes, que reforçe e garanta a sua integridade, assim como um um plano estratégico de prevenção que proteja crianças e jovens contra a violência. 

7) Proteção da diversidade multicultural dos povos

Nas sociedades democráticas é importante que a diversidade cultural seja usada por todos como uma oportunidade para a participação e tomada de decisões. Exigimos que a identidade cultural, principalmente da minoria, seja respeitada e protegida.

8) Combater a corrupção e assegurar a transparência

Para a nossa sociedade é indispensável reprimir o abuso do poder e a corrupção, praticados em todos os níveis do comércio social. Exigimos uma luta contra a corrupção, divulgação e um controle, independente, das finanças e orçamentos de instituições públicas. 

9) Apoiar o engajamento da sociedade civil

Necessitamos de formas democráticamente legimitadas de participacão dos cidadãos. Iniciativas locais e associações auto-organizadas devem ser prioritariamente beneficiadas às iniciativas estatais. Exigimos que os cidadãos em diferentes níveis obtenham formas democráticas de participação e tomada de decisões.

10) Promoção e prevenção em saúde para todos

Na nossa sociedade é importante que as pessoas estejam capacitadas de manter e preservar a sua saúde. Exigimos uma justa distribuição do acesso à alimentação e à moradia, regras para a proteção das pessoas no trabalho e um adequado sistema de prevenção e saúde, assim como habitação para todos.

Os titulares da "Campanha Steilpass" na Alemanha são:

- Adveniat

- DJK - Sportverband e.V. - katholischer Bundesverband für Breiten- und Leistungssport (Associação Católica para o esporte amador e profissional), 

- KAB - Katholische Arbeitnehmer Bewegung (Movimento católicos dos trabalhadores), 

- KLJB – Katholische Landjugendbewegung Deutschlands e.V. (Movimento da Juventude Rural Católica na Alemanha),

Kolping International, celebridades da sociedade e da Igreja na Alemanha e nossos parceiros no Brasil:

- Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)

- Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

Desejamos entregar a petição na Alemanha, para a Organização das Nações Unidas (ONU) e aos responsáveis políticos no Brasil.

Faça você também parte deste movimento e participe assinando nossa petição!

petição

Steilpass: Participe você também!

Faça você também parte deste movimento e participe assinando 

nossa petição

Campanha Steilpass

Das AktionsbündisAdveniatDJKKABKLJBKolping